Sindicato dos médicos
  • Sindimed Sindimed
  • Assembleia se posiciona contra reformas da Previdência e Trabalhista e apoia greve do dia 28

    Postada em 24 de abril de 2017 as 23:27
    Compartilhe:


    Os médicos baianos decidiram pela adesão à greve geral do próximo dia 28 de abril. A decisão foi tomada em assembleia, na noite desta segunda-feira (24), com grande participação de profissionais que atuam nos mais diversos serviços de saúde.

    Na avaliação dos médicos, nenhum projeto de reforma – seja previdenciário ou trabalhista -, deve ser encaminhado pelo governo sem uma ampla discussão com o conjunto da sociedade. De forma unânime, a assembleia apontou que o Congresso Nacional não tem legitimidade para reformar a legislação.

    Foi consenso o entendimento de que não há motivo para que se tente aprovar de forma intempestiva as reformas pretendidas pelo governo Temer, especialmente num momento em que o País se depara com um intrincado esquema de corrupção, que atinge todas as estruturas de poder, colocando sob suspeição os interesses que motivam o açodamento para votações de propostas cujo impacto se fará sentir por anos a fio.

    Após a explanação dos advogados do Sindimed – Dr. Celso Vedovato e Dra. Cláudia Bezerra -, sobre projetos das reformas previdenciária e trabalhista, a assembleia pode discutir com clareza os potenciais impactos que esses ataques terão sobre a categoria médica.

    Embora houvesse unanimidade sobre a necessidade de rechaçar os projetos de reformas, os médicos expuseram divergências em relação à greve do dia 28. Levada à votação, a adesão foi aprovada pela maioria de 55 votos, contra 21 votos contrários e uma abstenção.

    Vale ressaltar ainda que, na opinião geral da assembleia, a discussão sobre reformas deve ser travada durante os debates que precedem a próxima eleição presidencial, entre os futuros candidatos, para que assumam perante a população os compromissos de mandato apresentados nas respectivas campanhas.

     



    9 respostas para “Assembleia se posiciona contra reformas da Previdência e Trabalhista e apoia greve do dia 28”

    1. Joaé Mesquita de Figueiredo Barbosa disse:

      A adesão à greve é uma mentira! Decidida por uma minoria esquerdista que nem de longe representa a classe médica. Não tem legitimidade para falar em nome dos médicos. Não nos representa. NOSSA BANDEIRA JAMAIS SERÁ VERMELHA.

    2. Gilberto Abreu disse:

      Um absurdo esta greve. Meramente política de sindicatos controlados por partidos de esquerda. Nós médicos estamos fartos de ver o sindicato ser assim tão controlado

    3. Eduardo Lopes disse:

      Parabéns ao sindmed pela posição democrática e decidida em assembleia livre e soberana! Decidida no VOTO! Somente pessoas reacionárias, fascistas e tendenciosas contestam uma decisão democrática! GREVE TOTAL DIA 28!

    4. Marco Antonio Rocha Pacheco disse:

      O Sindimed cumpriu o seu papel . Sindicato é para defender os trabalhadores e seus interesses. Ocorre que uma parte coxinha dos colega brasileiros não se reconhecem como trabalhador. Acham que são patrões. Alguns são mesmo, reconhecidos como exploradores da mão de obra de colegas. Estes, com certeza estão odiando a greve.

    5. Francisco Tapioca disse:

      Enfim parabéns ao sindicato de trabalhadores médicos !!! E não patronais . Parabéns

    6. Leticia Bulhoes disse:

      Infelizmente não pude comparecer a votação, mas me sinto plenamente representada pelo sindmed nessa assembléia. As medidas desastrosas desse governo vão atingir diretamente milhões de trabalhadores, e a nós servidores federais. É uma pena que pela.visao estreita de alguns colegas estejamos perdendo a unidade da categoria. Uma pena que aqueles que outrora bradavam que primeiro a Dilma e depois o resto não estejam lado a lado com a classe trabalhadora nesse momento de crise política e econômica, e continuem reforçando as medidas desse governo tenebroso.

    7. Mariana Bittencourt Trindade disse:

      Essas reformas atingem a todos trabalhadores, autônomos, CLT, servidores públicos e até os empregadores que contribuem com INSS. Esse momento deveria ser de união!
      Infelizmente não pude participar da assembleia, mas fiquei feliz com o resultado e resolvi participar da greve. Vamos brigar pela manutenção dos nossos direitos!!!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.