Sindicato dos médicos
  • Sindimed Sindimed
  • Médicos de Camaçari entram em estado de greve

    Postada em 7 de julho de 2017 as 12:15
    Compartilhe:


    Os médicos estatutários de Camaçari decidiram entrar em estado de greve. A decisão foi tomada em assembleia realizada no último dia 6 quando os profissionais relataram as diversas dificuldades que vem sofrendo: defasagem salarial, agravada pela falta de reajuste anual, falta de autonomia para prescrição de medicamentos e solicitação de exames, condições precárias de atendimento, PCCV parado. A assembleia contou com a participação de odontólogos, os quais têm problemas similares e estão se organizando para uma mobilização conjunta.

    Uma pauta de reivindicações já havia sido encaminhada a Prefeitura de Camaçari em março porém não foi respondida. Desde então a situação se agravou, aumentando a insatisfação dos médicos. A expectativa é que a gestão responda a contento as reivindicações dos servidores, caso contrário está em pauta uma paralisação por tempo indeterminado. No próximo dia 20, quinta, uma nova assembleia avaliará os novos encaminhamentos.

    O Ministério Público Estadual, Ministério Público do Trabalho e CREMEB foram notificados para as devidas providências

    Confira a pauta de reivindicações encaminhada:

    1) PCCV exclusivo para os médicos;

     2) Piso salarial equivalente ao Piso FENAM;

     3) Adequação e definição de critérios para a implantação do ponto eletrônico através de regulamentação específica;

     4) Registro do abono de faltas do período da greve na ficha funcional do médico;

     5) Designação de Diretor Médico para cada cada unidade de alta e média complexidade.

    6) Incorporação imediata da parcela remuneratória “Produtividade”

    7) Garantia na autonomia do médico na prescrição de medicamentos e solicitação de exames



    Uma resposta para “Médicos de Camaçari entram em estado de greve”

    1. Estou de acordo com as greves dos Profissionais de saúde pois sem vocês a raça humana não sobrevive. Portanto toda greve de fato é um prejuízo e desgastante para toda população. No entanto coloco toda culpa nos governantes que não se responsabilizam por um bom salário dessa classe que é o coração da população.
      Estou disponível para cooperar com todos e boa sorte.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.