Sindicato dos médicos
  • Sindimed Sindimed
  • MS diz que atrasos dos pagamentos no Mais Médicos se deu por “inconsistências” em dados cadastrais

    Postada em 27 de junho de 2017 as 12:07
    Compartilhe:


    Em resposta à denúncia encaminhada em maio pelo Sindimed cobrando explicações sobre a falta de pagamento dos médicos inscritos no Mais Médicos, o Ministério da Saúde esclarece através de ofício recebido na última terça (20), que os atrasos se deram em razão de um grande volume de “inconsistências” nos dados preenchidos pelos profissionais.

    De acordo com o Ministério, quando os dados cadastrais, pessoais, funcionais e de processamento da folha de pagamento sofrem qualquer divergência, o pagamento é automaticamente bloqueado. Para realizar o pagamento é necessário que o profissional abra um processo interno, uma vez que não é possível o pagamento através do Sistema Integrado de Administração de Recursos Humanos (SIAPE).

    O Ministério informa ainda que os processos para pagamentos das bolsas estão em fase final para a maioria dos profissionais, sendo que o tempo médio para a conclusão deve ocorrer entre 15 a 20 dias.

    Segundo uma das profissionais que denunciaram o atraso, estima-se que estão sem receber o pagamento “mais de 700 profissionais no Brasil e cerca de 50 no estado da Bahia”.



    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.