Sindicato dos médicos
  • Sindimed Sindimed
  • Terceirizados pela INTS podem entrar em greve e cobram posicionamento da Sesab

    Postada em 6 de julho de 2017 as 19:31
    Compartilhe:


    Em assembleia, na noite desta quarta-feira, 5 de julho, os médicos com vínculo terceirizado via INTS (Instituto Nacional de Amparo à Pesquisa, Tecnologia e Inovação na Gestão Pública), aprovaram indicativo de greve ainda este mês, diante das precariedades enfrentadas no ambiente de trabalho e dos constantes atrasos salariais.

    Além da mobilização que aponta para a paralisação, o Sindicato está enviando ofícios aos ministérios públicos do Trabalho e do Estado, Ministério do Trabalho, à Secretaria de Saúde do Estado e ao arcebispo, denunciando as precariedades e cobrando do governo o respeito aos direitos trabalhistas, pagamento de insalubridade, adicional noturno etc.

    Uma nova assembleia está marcada para o dia 19 de julho. Até lá, caso não sejam resolvidos os problemas, os médicos decidirão sobre a suspensão das atividades nas diversas unidades de saúde, principalmente maternidades, a exemplo da Tsylla Balbino, Albert Sabin e Roberto Santos.

    Um dos principais problemas que atingem os médicos é a sobrecarga de trabalho, na medida em que o número de profissionais é insuficiente para a demanda da população. Não bastasse isso, sempre que alguém entra de férias ou se afasta por motivo de saúde e licença maternidade, não existe substituição e o posto fica descoberto, penalizando a equipe que permanece no plantão.

    Diante da instabilidade dos contratos de trabalho existe hoje um clima de apreensão permanente entre os profissionais. Há, inclusive, a preocupação de que o INTS não pague os salários de julho, na medida em que o contrato da empresa com a Sesab terminou em maio. A bem da verdade, desde dezembro os salários vêm sendo pagos com atraso e de forma fracionada, ficando sempre pendências para o próximo mês. Até mesmo o recolhimento do FGTS está sendo posto em dúvida.

    assembints



    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.