Prefeito de Santa Maria concorda em cancelar medida que ‘engessa’ carga horária

Postada em 9 de maio de 2017 as 17:22
Compartilhe:


Prevaleceu o bom senso e a prefeitura de Santa Maria da Vitória voltou atrás na decisão de uniformizar a carga horária dos médicos concursados. No início de fevereiro, foi exigido o cumprimento de oito horas diárias de trabalho, em horário administrativo, desconsiderando peculiaridades inerentes a cada especialidade médica e necessidades profissionais.

Após uma segunda visita à cidade no último fim de semana e entendimentos com o prefeito Renato Rodrigues Leite Júnior, o presidente do Sindimed, Francisco Magalhães, retornou confiante com a receptividade do Executivo municipal e o sucesso obtido nas conversações. São cerca de dez médicos pertencentes ao município, que agora terão sua carga horária mais flexibilizada. Conduto, continuarão a dar 40 horas de trabalho semanais na prefeitura.

Os entendimentos entre médicos e o prefeito Renato Rodrigues (de chapéu) foram mediados pelo Sindimed

Os entendimentos entre médicos e o prefeito Renato Rodrigues (de chapéu) foram mediados pelo Sindimed

No início de abril, o presidente do Sindimed fez uma primeira visita ao município do oeste baiano (distante 866 km de Salvador) para acompanhar de perto a situação e tomar as primeiras providências.

A radiologista Sheila Fabiana observou: “Doença não tem horário para acontecer, pode ocorrer dentro ou fora do horário administrativo”. Como os demais colegas, ela torce para ver a mudança oficializada o quanto antes.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.