Sindicato dos médicos
  • Sindimed Sindimed
  • Justiça condena Estado por assédio moral a médico no HGCA

    Postada em 17 de maio de 2017 as 16:44
    Compartilhe:


    Mais uma batalha ganha na guerra contra o assédio moral nos hospitais. Assim pode ser interpretada a sentença favorável ao médico Maurício Almeida em ação de danos morais movida contra o Estado da Bahia. Ele foi afastado de suas funções no ano passado após denunciar a existência de funcionários fantasmas no Hospital Clériston Andrade, em Feira de Santana.

    Neste processo, o Sindimed deu total apoio ao anestesiologista, que procurou a entidade inconformado com o pedido de transferência feito pela direção do hospital, sem seu consentimento. Maurício considerou a medida uma retaliação às denúncias por ele feitas. Em sua ação, aponta uma médica responsável pela cooperativa que administra o Centro Cirúrgico como a pessoa que registrava a presença de servidores ausentes (leia ao final cópia da sentença). Segundo ele, cinco plantonistas recebiam, mas apenas um trabalhava.

    No período em que trabalhou no Clériston Andrade, Maurício chegou a responder sozinho por cinco salas de cirurgia. Em março do ano passado, após tentar retornar de licença sem vencimentos (solicitada em 2013, por motivos pessoais), passou a sofrer assédio moral por parte da médica denunciada. Ele esclareceu que, mesmo tendo prestado concurso público para o Clériston Andrade, foi removido arbitrariamente para o Hospital Ernesto Simões, em Salvador.

    SENTENÇA

    Na sentença, o juiz de direito Josevando Souza Andrade fixou a indenização de RS 6 mil em favor do denunciante, valor que para Maurício pouco significa diante do que representa a condenação de gestores públicos por assédio moral, aliás, um problema comum entre médicos que denunciam irregularidades e reivindicam melhorias em suas unidades de saúde. “O valor, decidi doar a uma instituição de caridade (o Lar do Irmão Velho, em Feira de Santana); o que revolta é saber que tem gente que se aposenta sem ir trabalhar”, observou o médico ao referir-se a uma das práticas mais perniciosas da máquina pública, e de difícil combate.

    “O que eu desejo mesmo é ver punidos os responsáveis por esse tipo de desmando”, disse Maurício Almeida, 40, que além de ter feito denúncia ao Ministério Público do Estado da Bahia também procurou a Corregedoria do SUS e o Tribunal de Justiça do Estado da Bahia. O denunciante havia obtido, inclusive, a cópia de uma escala de serviço com os nomes de vários plantonistas, parte dos quais apontados como fantasmas. A cópia da escala de plantões apresenta carimbo e assinatura do diretor-médico substituto do HGCA, Alexandre Silva Dumas.

    Para mais informações, clique na palavra sentenca



    5 respostas para “Justiça condena Estado por assédio moral a médico no HGCA”

    1. Arde de Araújo Lago disse:

      Mauricio meu colega, mais novo por certo.O que aconteceu com ele , aconteceu comigo no passado ,quando um grup de mafiosos anestesistas da SAS,que hoje chama -se COPARNEST.Eles tinha dois grupos exclusivista nos hospitais Espanho e Português.Tentaram me processar e me perseguir porque denuncie ao CREME da época. Fecharam as portas para mim,pensando ele que iria morrer de fome.Mas que tem um DEUS ,maior vende todas as adversidades.

    2. Ardem de Araújo Lago disse:

      O que aconteceu com Maurício,aconteceu comigo no passado.Quando um grupo anestesiologistas mafiosos de um serviço SAS que hoje chama-Se COPANEST tentaram me processar,junto ao CREMEB mas foram derrotados e humilhados.Nessa época o relator foi um colega,grandioso chamado, Waldo Robbatto que descaraterizou as aleivosias que me assacaram.

    3. O NOSSO PAÍS ESTÁ EM CHAMAS, MERGULHADO EM CORRUPÇÃO ONDE OS VALORES ÉTICOS DESAPARECERAM COM A PRÁTICA DOS ATOS ILÍCITOS! O SINDIMED PELA SUA DIRETORIA, ESTÁ DE PARABÉNS POR TER IDO EM DEFESA DO COLEGA QUE, EM UMA ATITUDE CORAJOSA, DENUNCIOU OS ATOS ILÍCITOS DE UMA GESTÃO CORRUPTA “HGCA!!!”

    4. SILVIO JOSE DE LIMA disse:

      POR ISSO E OUTRAS, TRABALHEI 30 ANOS E NUNCA TIVE UM CARGO DE COMISSÃO, ( CAPACIDADE, QUEM ME CONHECE, SABE QUE EU TINHA, ) MAS NO HGCA, NÃO É COMPETENCIA QUE FAZ UM BOM FUNCIONARIO, É APADRINHAMENTO POLITICO, E EU NÃO APRENDI A PUXAR SACO…ME APOSENTEI COMO UM SIMPLES ASSISTENTE ADM…. MESMO ASSIM AGRADEÇO AO MEU OTIMO DEUS….

    5. AmAnda disse:

      Isso é uma vergonha. Parabéns Maurício por sua honestidade e coragem. Precisamos combater mesmo este tipo de pratica antiga e danosa. Desejosos sejam punidos todos os envolvidos e a vc seja feita a devida justiça.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



  • sindimed.com.br ©2016 Todos os direitos reservados.